26.7.13


É tão bom ter o meu filho de volta a casa. Ocupar o espaço que é só dele; preencher uma casa que nestes 10 dias teve um silêncio que já não existia há 6 anos.
Como é bom ter-te a dormir debaixo do meu tecto. As saudades que eu tive de ti, meu amor. Disseste que quase choraste, antes de dormir, com saudades minhas. Todo orgulhoso disseste também que "mas não chorei, sabes?" e eu dou um sorriso emocionado porque nem imaginas o quanto me custou ver a tua cama vazia ao longo de 9 noites. Disseste-me, mesmo a entrar no caminho que dá a nossa casa, "que bom que é voltar a casa, mãe!". Só não chorei quando ouvi isto porque o momento era de alegria por regressares.
Confesso aqui que nunca imaginei que me atacasse tanto, talvez por ser a 1ª vez que esteve tanto tempo longe de nós. A casa não era a mesma. Nós não eramos os mesmos. Hoje o meu coração está mais calmo. Estás aqui, pertinho de mim. Love you. Daqui até aos foguetões. ♥

2 comentários:

Patricia disse...

Não sei como conseguiste...

MMP disse...

Nem eu.
Já o disse que não volto a repetir. Querer dar asas " ah e tal só lhe vai fazer bem bla bla bla", teres teorias que na prática te moem por dentro.
Também te digo que a nossa relação filho-mãe/filho-pai saiu reforçada. Em poucos dias noto que ele está mais obediente, mais responsável, mais mimoso, não sei explicar melhor. Deixei ir por vários factores, e confiava (confio) a 100% nas pessoas que estavam com ele. Enfim. Não volta a estar tantos dias longe de casa, no minimo, antes de 2020!!!
Já passou e eu sei que ele gostou! Não lhe impus nada. Foi ele que quis ir. Tinha toda a liberdade de vir embora, caso o quisesse.
:) Até 2020 tenho tempo para me recuperar. lol

Logo terei o trabalho árduo de ajudar o meu filho a decorar uma abóbora. Help.