29.11.12

Propinas no secundário


Não vi a entrevista de ontem do nosso Primeiro Ministro mas a avaliar por diarreias verbais do dito senhor, leva-me a pensar em vários insultos que lhe queria dizer cara a cara.
Esta em particular dá-me calafrios. Não sei que diga, não sei que pense. O próximo ano, dizem, vai-nos ser retirado em média 1 salário para impostos. Não dá para avançar já para 2014? Ah, esperem, afinal temos uma esperança ao final do túnel: o Mundo vai acabar a 23/12/2012. Ufa! Já nos safámos!

Última hora, O Governo aprovou, esta quinta-feira, o pagamento de metade dos subsídios de férias e de Natal em duódécimos dos trabalhadores do setor privado. (Que eu não sei muito bem o que é mas quando receber esses duodécimos já ficarei a saber. Ou não.)

2 comentários:

flor disse...

Receber em duodécimos significa dividir o montante do subsídio pelos 12 meses do ano.
E porque é que o governo quer esta medida implementada? Pois, isso já é mais complexo, mas basicamente é isto: o nosso PM está com imensa pena nossa (trabalhadores) porque em 2013 iremos sentir mensalmente um corte no salário, devido ao aumento das taxas de IRS. Ora, para "compensar" esse corte, receberemos o subsídio em duodécimos.
Não são simpáticos?

_grey_ disse...

Recebemos o Subsídio em 12 meses, mas ficamos sem ele na mesma devido à retenção na fonte e afins.
Isto soa-me a atirar areia para os olhos.

É esperar para ver as cenas dos próximos capítulos...

Logo terei o trabalho árduo de ajudar o meu filho a decorar uma abóbora. Help.